Provérbios e Ditados

  • A agulha veste os outros e vive nua.
  • A carne é fraca.
  • A César o que é de César, a Deus o que é de Deus.
  • À noite todos os gatos são pardos.
  • A pressa é inimiga da perfeição.
  • A união faz a força.
  • A voz do povo é a voz de Deus.
  • Às vezes, o barato sai caro.
  • Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura.
  • Amigos, amigos, negócios à parte.
  • Antes só do que mal acompanhado.
  • Anzol sem isca peixe não belisca.
  • As aparências enganam.
  • Apressado come cru (e quente).
  • Beleza não põe mesa.
  • Bom é saber calar até o tempo de falar.
  • Cada macaco no seu galho.
  • Cada pardal com seu igual.
  • Caiu na rede, é peixe.
  • Cão que ladra não morde.
  • Cavalo dado não se olha os dentes.
  • Chorar a morte da bezerra.
  • Cobra que não anda não engole sapo.
  • Comer e coçar é só começar.
  • Como se toca se dança.
  • Conversando (é que) a gente se entende.
  • Corro de burro quando foge.
  • De grão em grão a galinha enche o papo.
  • De médico e de louco, todo mundo tem um pouco.
  • Deus ajuda quem cedo madruga.
  • Deus escreve certo por linhas tortas.
  • Deus tem mais para dar do que o Diabo para tirar.
  • Devagar se vai ao longe.
  • Dia de muito é véspera de pouco.
  • Dia de pouco é véspera de muito.
  • Dinheiro compra pão, mas não compra gratidão.
  • Diz-me com quem andas e te direi quem és.
  • É dando que se recebe.
  • Em boca fechada não entra mosquito.
  • Em casa de ferreiro, o espeto é de pau.
  • Em terra de cego quem tem um olho é rei.
  • Escreveu, não; o pau comeu.
  • Faça o que eu falo/digo, mas não faça o que eu faço.
  • Falar é prata, calar é ouro.
  • Filho de peixe peixinho é.
  • Gato escaldado tem medo de água fria.
  • Há males que vêm para o bem.
  • Homem é fogo, mulher é pólvora; vem o diabo e sopra.
  • Hóspede e pescada no terceiro dia enfada.
  • Jacaré que fica parado vira bolsa.
  • Ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão.
  • Livros fechados não fazem letrados.
  • Longe dos olhos, perto do coração.
  • Melhor um pássaro na mão do que dois voando.
  • Mentira tem perna curta.
  • Não adianta chorar o leite derramado.
  • Não há mal que sempre dure, nem bem que nunca se acabe.
  • O feitiço virou contra o feiticeiro.
  • O hábito não faz o monge.
  • O que não mata engorda.
  • Onde há fumaça há fogo.
  • Papagaio come milho, periquito leva fama.
  • Para baixo/descer todo santo ajuda.
  • Para um bom entendedor, meia palavra basta.
  • Pimenta nos olhos dos outros é refresco.
  • Pior cego é o que não quer ver.
  • Quando um burro fala, o outro abaixa a orelha.
  • Quem ama o feio, bonito lhe parece.
  • Quem avisa amigo é.
  • Quem canta seus males espanta.
  • Quem casa quer casa.
  • Quem com ferro fere, com ferro será ferido.
  • Quem fala o que quer ouve o que não quer.
  • Quem não arrisca não petisca.
  • Quem não chora não mama.
  • Quem não tem cão, caça com gato. (=Quem não tem cão, caça como gato.)
  • Quem pode, pode; quem não pode, se sacode.
  • Quem ri por último ri (rirá) melhor.
  • Quem se mistura com porcos, farelo come.
  • Quem semeia vento, colhe tempestade.
  • Quem tem boca vai à Roma. (=Quem tem boca vaia Roma)
  • Quem tudo come num dia, no outro assobia.
  • Quem tudo quer, tudo perde.
  • Quem vê cara não vê coração.
  • Rapadura é doce, mas não é mole.
  • Saco vazio não não se põe em pé.
  • Santo de casa não faz milagre.
  • Seguro morreu de velho.
  • Tempo é ouro.
  • Todos os caminhos levam a Roma.
  • Um dia é da caça, outro é do caçador.
  • Um homem prevenido vale por dois.
  • Uma andorinha sozinha não faz verão.
  • Uma mão lava a outra.
  • Uma mão lava a outra e as duas lavam a cara.