Sobre

Este espaço, como parte das minhas atividades docentes, tem o objetivo de disponibilizar conteúdos semióticos, linguísticos, literários e de ensino e aprendizagem da língua portuguesa, através da publicação de textos, vídeos e letras de músicas, de atividades de compreensão leitora e auditiva, expressão oral e escrita e competência gramatical e lexical.

Comungo o pensamento de que a linguagem não corresponde à mera codificação e decodificação de enunciados, mas a um processo complexo e dinâmico de comunicação que envolve outras dimensões da expressividade humana.

As manifestações artísticas são múltiplas e, entre elas, há elementos que, ao mesmo tempo em que as tornam comuns, também as diferenciam. A literatura é, assim, uma manifestação que se destaca pelo seu caráter polissêmico, pela maneira plurissignificativa com que expressa uma realidade. E para que ela se produza, não basta fazer uso da palavra: o texto literário pressupõe a seleção e combinação de palavras e expressões que conduzam à elaboração da mensagem prazerosa e socialmente comprometida.

Esta página, destinada a professores, alunos e a todos os estudiosos do tema, estará sempre aberto aos comentários, às observações, às contribuições e às sugestões que coincidam com o desejo de promoção da linguagem enquanto bem social.

Prof. Veríssimo Ferreira – MEC LP-3456-PE (Brasil) – verissimo@linguagem1.com


BIBLIOGRAFIA

ALMEIDA, Napoleão Mendes de. Gramática metódica da língua portuguesa. São Paulo: Editora Saraiva, 2009.

AMORIM, Vanessa & MAGALHÃES, Vivian. Cem aulas sem tédio. Sugestões práticas, dinâmicas e divertidas para o professor de língua estrangeira. Santa Cruz do Sul – RS: Editora IPR, 2008.

ANTUNES, Celso. Manual de técnicas de dinâmica de grupo, de sensibilização, de ludopedagogia. Petrópolis, Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2000.

AZEREDO, José Carlos. Fundamentos de gramática do português. Rio de Janeiro – RJ: Jorge Zahar Editor, 2000.

BAUDRILLARD, Jean. Para uma crítica da economia política do signo. (Trad. Aníbal Alves). Lisboa – Portugal: Edições 70, 1995.

BECHARA, Evanildo. Moderna gramática portuguesa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira/Lucerna, 2009.

BLIKSTEIN, Izidoro. Como falar em público: técnicas de comunicação para apresentações. São Paulo: Ática, 2006.

________ . Kaspar Hauser, ou a fabricação da realidade. São Paulo: Cultrix, 1990.

________ . Técnicas de comunicação escrita. Série Princípios. São Paulo: Editora Ática, 1987.

BLOCH, Pedro. Falar bem com boa voz. Rio de Janeiro: Bloch, 1984.

BRASIL, Antônio. O pensamento crítico de Álvaro Lins. Rio de Janeiro: José Olympio Editora/FUNDARPE, 1985.

CADEMARTORI, Lígia. Períodos literários. Série Princípios. São Paulo: Editora Ática, 1991.

CANÇADO, Márcia. Manual de semântica: noções básicas e exercícios. São Paulo: Contexto, 2012.

CEGALLA, Domingos Paschoal. Dicionário de dificuldades da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Lexikon, 2009.

________ . Novíssima gramática da língua portuguesa. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2009.

CHALHUB, Samira. Funções da linguagem. Série Princípios. São Paulo: Editora Ática, 1990.

CHOMSKY, Noam. Reflexões sobre a linguagem. São Paulo: Cultrix, 1980.

CONDEMARÍN, Mabel e Chadwick. A escrita criativa e formal. Porto Alegre: Artes Médicas, 1987.

CUNHA, Celso & CINTRA, Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Lexikon, 2016

DACANAL, José Hildebrando. Linguagem, poder e ensino da língua. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1985.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa. São Paulo: Positivo, 2014

FERREIRA, Mauro. Aprender e praticar gramática. São Paulo: FTD, 2007.

FIDALGO, Antônio e GRADIM, Anabela. Manual de Semiótica. Portugal: Universidade da Beira Interior, 2005.

FIORIN, José Luiz. Argumentação. São Paulo: Contexto, 2016.

FRANCO, Luiz Antônio de Carvalho. A escola do trabalho e o trabalho da escola. São Paulo: Cortez Editora/Autores Associados, 1991.

HEGENBERG, Leonidas. Definições: termos teóricos e significado. São Paulo: Cultrix/Editora da Universidade de São Paulo, 1974.

HOUAISS, Antônio. Dicionário – sinônimos e antônimos. São Paulo: Publifolha, 2008.

INFANTE, Ulisses. Curso de gramática aplicada aos textos. São Paulo – SP: Editora Scipione, 2001.

________ . Textos: Leituras e escritas. Literatura, língua e redação. 3 Vol. São Paulo: Editora Scipione, 2000.

JESUALDO. A literatura infantil. (Trad. James Amado). São Paulo: Cultrix, 1993.

KOCH, Ingedore Villaça. A inter-ação pela linguagem. São Paulo: Contexto, 2007.

KOCH, Ingedore Villaça e TRAVAGLIA, Luiz Carlos. A coesão textual. São Paulo: Contexto, 1998.

________ . A coerência textual. São Paulo: Contexto, 1998.

KRIEGER, Maria da Graça e FINATTO, Maria José Bocorny. Introdução à terminologia: teoria e prática. São Paulo: Contexto, 2004.

LANCHEC, Jean-Yvon. Psicolinguística e pedagogia das línguas. (Trad. Analúcia Teixeira Ribeiro). Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1977.

LOPES, Edward. Fundamentos da linguística contemporânea. São Paulo: Editora Cultrix, 2000.

LUFT, Celso Pedro. Língua e liberdade: por uma nova concepção da língua materna. Porto Alegre: L&PM, 1985.

LYONS, John. Introdução à linguística teórica. São Paulo: Companhia Editora Nacional/Editora da Universidade de São Paulo, 1979.

MACHADO, Lucília Regina de Souza. Politecnia, escola unitária e trabalho. São Paulo: Cortez Editora/Editora Autores Associados, 1989.

MACHCOVITCH, Luna Galano. Gramsci e a escola. Série Princípios. São Paulo: Editora Ática, 1988.

MEDEIROS, João Bosco. Correspondência: técnicas de comunicação criativa. São Paulo: Atlas, 2008.

MONTEIRO, José Lemos. A estilística: manual de análise e criação do estilo literário. Petrópolis – RJ: Editora Vozes, 2009.

NICOLA, José De. Língua, literatura e produção de textos. 3 Vol. Ensino Médio. São Paulo: Editora Scipione, 2009.

Nöth, Winfried & SANTAELLA, Lucia. Introdução à semiótica. São Paulo: Paulus, 2017.

PEZATTI, Erotilde Goreti. A ordem das palavras no português.São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

PICOLOTTO, Léslie e SOARES, Regina M. Freire. Técnicas de impostação e comunicação oral. São Paulo: Edições Loyola, 1991.

PÖPPELMANN, Christa. Dicionário de máximas e expressões em latim. São Paulo: Escala, 2010.

PROENÇA FILHO, Domício. Noções de gramática em tom de conversa: língua portuguesa. São Paulo – SP: Editora do Brasil, 2003.

RAJAGOPALAN, Kanavillil. Por uma linguística crítica. Linguagem, identidade, e a questão ética. São Paulo: Parábola Editorial, 2003.

RIVERS, Wilga M. Psicologia e ensino de línguas. São Paulo: Cultrix, 1970.

ROBERTO, Tania Mikaela Garcia. Fonologia, fonética e ensino: guia introdutório. São Paulo: Parábola, 2016.

RODRIGUES, Neidson. Filosofia… para não filósofos. São Paulo: Cortez Editora/Editora Autores Associados, 1989.

RÓNAI, Paulo. Curso básico de latim – Gradus primus. São Paulo: Editora Cultrix, 1986.

________ . Curso básico de latim – Gradus secundus. São Paulo: Editora Cultrix, 1986.

SACCONI, Luiz Antonio. Não erre mais! Português agradável e descomplicado. Ed. 28. São Paulo: Editora Harbra, 2005.

_________. Nossa gramática completaTeoria e prática. São Paulo: Nova Geração, 2008.

SANTAELLA, Lucia. O que é semiótica. São Paulo: Brasiliense, 1983.

SANTOS, Márcia Angélica. Aprenda análise sintática. São Paulo: Editora Saraiva, 2000.

SANTOS, Theobaldo Miranda. Lendas e mitos do Brasil. São Paulo: Ed. Nacional, 1985.

SOUZA, Ana Inês (Org.). Paulo Freire. Vida e obra. São Paulo: Expressão Popular, 2001.

SQUARISI, Dad e SALVADOR, Arlete. Escrever melhor: guia para passar os textos a limpo.São Paulo: Contexto, 2014.

TERRA, Ernani e NICOLA, José De. Curso prático de língua, literatura e redação. São Paulo: Editora Scipione, 1997.

TEYSSIER, Paul. História da Língua Portuguesa. (Trad. Celso Cunha). São Paulo: Martins Fontes, 2014.

VERÓN, Eliseo. A produção de sentido. São Paulo: Cultrix/Editora da Universidade de São Paulo, 1980.

VIEIRA, Francisco Eduardo. A gramática tradicional. História crítica. São Paulo: Parábola, 2018.

VILLAR, Mauro de Salles. (Ed.). Dicionário Houaiss conciso. São Paulo: Moderna, 2011.

WEEDWOOD, Barbara. História concisa da linguística. (Trad. Marcos Bagno). São Paulo: Parábola Editorial, 2002.

WELKER, Herbert Andreas. Dicionários: uma pequena introdução à lexicografia. Brasília: Thesaurus Editora, 2004.